Buscar
  • Jorge Barros

Antes da Pandemia, a pobreza não era transmissível

Atualizado: 8 de Mai de 2020

Quando notamos que, na pandemia, a saúde dos mais pobres se tornou preocupação de todo mundo, fica a dúvida: Essa preocupação é legitimamente com os mais pobres ou consigo mesmo? Fica difícil acreditar que se trata de um interesse genuíno pelo outro, uma vez que esta pobreza está há décadas matando milhares de pessoas todos, seja de fome, de desnutrição, pela violência ou por doenças relacionadas à falta de saneamento. A diferença é que, agora, o pobre não morre sozinho. A morte do pobre não era transmissível. Afinal, morrer de fome não é contagioso. O problema era só do outro.

Claro que sempre havia alguém tentando expandir a consciência, alertando para o senso coletivo, dizendo que somos todos um só, que viveríamos melhor caso incluíssemos a todos. Mas, infelizmente, era um discurso que não ecoava na maioria das pessoas. Bom, se não fosse pelo amor, que fosse pela dor. Então outros tentavam alertar através do medo. Com discursos que provavam, com fatos e dados, o quanto a criminalidade, em todo o mundo, sempre esteve diretamente associada a regiões de maior desigualdade. Parecia fazer sentido: ora, se a extrema pobreza gera mais violência, seria mais inteligente diminuí-la, mesmo que pensando em mim mesmo ou na minha família, que vive nesse mundo violento. Mas esse discurso também nunca teve ampla adesão. Havia uma rota de fuga, uma crença de que bastaria blindar carros ou mudar-se para outro país.


Agora, no entanto, o problema se espalhou pelo mundo e é impossível se isolar dos mais pobres. É o morador de favela que vai de bike até sua casa entregar a refeição que você pediu por telefone ou a compra de supermercado. É a moradora de periferia que vai fazer limpeza na sua casa. É o desempregado que dirige o carro que você chamou pelo aplicativo. Estes pobres são os ambulantes que vendem produtos pelas ruas que você também caminha. Se você estiver no vagão do metrô, eles também estarão. Se estiver em seu carro, eles lhe abordarão pela janela para entregar o folder de lançamento do apartamento à venda. Vão sentar no seu banco e dirigir seu veículo quando você utilizar serviço de valet de algum estabelecimento. Além da Covid19 em si, que é transmissível e mortal, de certa forma, a própria pobreza passa a ser transmissível também, uma vez que a estagnação da economia faz mais pessoas serem totalmente privadas de seus recursos.


Independentemente das motivações e intenções, é claro que toda ajuda é sempre bem vinda. E cada um de nós pode se transformar a cada dia, evoluir a partir das situações que vivemos. Não cabe senso de julgamento, mas vale a reflexão.


101 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo