top of page
Buscar
  • Foto do escritorJorge Barros

O que a Arte tem a ver com Inclusão?

Atualizado: 22 de jun. de 2023


Foto: Kosygin Leishangthem (Descrição da imagem: Performance artística de pessoas dançando no palco).

O que Arte tem a ver com Inclusão? Muita coisa! Para começar, podemos dizer que, diferente dos elementos racionais cognitivos, a arte acessa os sentimentos e emoções das pessoas. E o próprio conceito de inclusão é sinônimo de sentimento de pertencimento. A arte atua na percepção das pessoas. Cada um de nós a percebe de uma maneira diferente. E a experiência de inclusão também é percepção. Ela só acontece, de verdade, quando as pessoas a percebem.

O próprio futuro e desenvolvimento dependem da Arte. Segundo o Instituto de Copenhagen de Estudos Futuros, as mentes do futuro dependem da combinação entre Ciência e Arte. Segundo seus especialistas, para prever futuros possíveis e enxergar mudanças que estão por vir e fazer adaptações em tempo hábil, é preciso imaginar e criar e, por este motivo, estudos futuros são a intersecção entre Ciência e Arte, onde a Ciência dá o olhar pelo mundo conhecido e a Arte treina a capacidade de criar novos futuros. Ou seja, não é possível desenhar cenários futuros utilizando apenas a parte racional da Ciência, ignorando o poder de transformação que a Arte tem na mente do ser humano. As grandes mentes de pessoas visionárias que criam tendência e antecipam futuro, cada vez mais, precisarão estar conectadas a estímulos artísticos que transformem seu olhar para o mundo.


Em certa medida, até mesmo o avanço da Ciência depende da Arte. Para haver evolução nos estudos científicos, sempre é preciso que tenha alguém com audácia e coragem suficientes para desafiar antigas teorias e propor novos caminhos. É assim que a Ciência evolui. É assim que, a cada ano, temos mais avanço e inovação. É preciso que algumas mentes imaginem ser possível criar algo diferente do que temos hoje. E como criar mentes capazes de imaginar e criar? Não conseguimos isso utilizando apenas o lado racional. É aí que está uma das maiores contribuições da Arte, pois ela estimula a imaginação. E esta é a primeira condição essencial para o aprendizado, para a busca do conhecimento e para a criatividade. Ou seja, é possível afirmar que, se não fossem os estímulos artísticos, dificilmente conseguiríamos ter pessoas criativas em quaisquer áreas, inclusive nas áreas científicas. É a partir do estímulo à imaginação que, desde criança, formamos as mentes curiosas com maior predisposição para aprender novos conhecimentos e testar novas alternativas. Por este motivo, podemos dizer que os avanços obtidos nas áreas científicas ao longo dos séculos deveram-se também às expressões artísticas de cada época que, mesmo indiretamente, estimularam e influenciaram a sociedade contemporânea, ao mesmo tempo que eram um reflexo dela. Ao invés da objetividade, a Arte faz opção pelo fantástico, pelo sonho e pela intuição. Livre de sistemas e métodos objetivos, o artista dá vazão ao impulso humano e à capacidade imaginativa de seu poder cognitivo. Sem arte não há criação, inovação, nem evolução.


Por estes (e outros motivos), a Arte está presente na metodologia da Fator Diversidade e costuma estar presente em momentos específicos de nossas intervenções e nos programas de Treinamento e Desenvolvimento que elaboramos para nossos clientes. Aproveite para conhecer a metodologia e saber como funciona na prática. Use você também a arte como uma poderosa ferramenta em prol da inclusão em sua empresa. Teremos prazer em bater um papo sobre isto com você!

106 visualizações0 comentário

Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page