Buscar
  • Fator Diversidade

Case: Programa de Diversidade no Segmento Educacional


Cliente: Equipe Técnica de uma Universidade Pública nacional.

Cenário: A demanda deste projeto foi focada no time responsável por um dos cursos de pós-graduação da universidade, que é focado em inovação. O time em questão, no cliente, é composto por coordenadores acadêmicos, líderes especialistas e monitores do curso da instituição de ensino. O caráter inovador do produto pelo qual o time é responsável, naturalmente, já faz com que a equipe seja aberta e favorável à diversidade, sobretudo por conta da favorabilidade da mesma para tornar ambientes mais criativos e inovadores. Encontramos, então, um cenário com muita predisposição das pessoas às temáticas de Diversidade & Inclusão. O desafio consistia em aproveitar este interesse e predisposição do grupo e potencializar ao máximo os resultados ao ambiente, canalizando a energia e estimulando um maior acolhimento às diferenças já existentes, bem como as por vir. O que fizemos: O projeto foi pautado na metodologia 'Os 7E's da Inclusão', tendo início no E1 (Expressar), onde mapeamos o cenário a partir de uma escuta com todos os membros da equipe. Como resultado do mapeamento, tivemos um retrato do grupo em relação à Diversidade e Inclusão, que foi representada a todos através de uma impactante e profunda performance artística (E2: Experienciar) para promover a expansão de consciência. Com base neste retrato atual, o grupo passou a projetar seus desejos ao futuro em relação a D&I (E3: Elaborar), bem como aprimorar a autopercepção em relação à dinâmica das relações estabelecidas, além de quebrar alguns paradigmas. A partir daí, dá-se sequência às etapas de construção de planos de ação concretos (E4: Edificar) e formação e acompanhamento dos agentes de transformação do ambiente (E5 e E6: Envolver, Ecoar e Acolher), além de acompanhar a sustentação do projeto e seus resultados com o Sponsor (E7: Efetivar a Sustentar). Resultados: Mesmo durante as primeiras etapas do projeto, percebemos que o principal objetivo já vem sendo alcançado: tornar os espaços de convivência mais diversos e inclusivos, mais acolhedores às diferenças. Segundo feedbacks do público participante, além de as pessoas já se perceberem cada dia mais seguras para se posicionarem e colocarem suas opiniões e percepções durante encontros e reuniões do dia a dia, existe a percepção de que a gestão e o formato dos fóruns são cada vez mais favoráveis à participação horizontal. Os relatos mostram que os colaboradores sentem-se cada vez mais ouvidos e pertencentes. Dentre diversos fatores de sucesso, isso se deve sobretudo ao alto nível de engajamento e disponibilidade dos líderes da equipe, que têm se mostrado abertos a ouvir, assumir responsabilidades, vulnerabilidades e aprender juntos ao time.


20 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo